Rádio JOVEM PAN

101.7. Jovem Pan Presidente Prudente

Ouvir

Professor doutor em nutrição alerta: a "dieta da USP" não tem nada a ver com a USP

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Antonio Lancha Júnior destacou os perigos dessa e de outras dietas populares do momento

Antonio Lancha Júnior destacou os perigos dessa e de outras dietas populares do momento

Fonte: Jovem Pan

Emagreça sem passar fome. Perca 15 quilos em 15 dias. Diminua medidas sem deixar a saúde de lado. Essas são apenas algumas das maneiras com que a popular "Dieta da USP" é apresentada por "gurus milagrosos" na internet. O que eles não contam nas suas descrições é que ela, na verdade, não tem absolutamente nada a ver com a Universidade de São Paulo. É o que Antonio Lancha Júnior, professor doutor em Nutrição pela instituição, explicou nesta terça-feira (22) em entrevista ao Morning Show.

"Não tem nada a ver com a USP. Coitada da Universidade de São Paulo (risos). O que as pessoas têm que entender é que toda dieta pressupõe início, meio e fim. Então, quando ela acaba, você volta para onde? O mesmo início! Ou seja, volta ao seu antigo padrão e não muda a causa. A pessoa impõe um intervalo só. Esse é o primeiro ponto. O segundo ponto é que, quando se faz uma ingestão de proteína exagerada, como prega essa dieta, você muda as bactérias do intestino e aumenta as chances de ter cêncer. Muitas doenças estão relacionadas a esse consumo exagerado de proteína", declarou.

Assim como a maioria dos profissionais do ramo, Lancha é contra qualquer dieta restritiva. E isso vale inclusive para as tão comentadas dietas "low carb", aquelas que pressupõem a diminuição ou o corte completo de carboidratos do cardápio.

"70% do nosso corpo é água. E o carboidrato faz parte da retenção dessa água. Quando você tira o carboidrato, perde uma grande quantidade de água. Com isso, perde peso. Só que perde tecido magro, não gordo. Está mais leve na balança, mas é uma falsa sensação de magreza. Tanto que muita gente se sente flácido. Perde o tônus muscular. Se fizer exercício físico, parte desse tecido será preservada, mas o conteúdo de glicogênio não. Vai precisar repor em carboidrato! Vira correr atrás do próprio rabo", criticou.

Ou seja, não adianta procurar novidades por aí. Para emagrecer com saúde é preciso mudar o estilo de vida, seja em relação à alimentação seja em relação à atividade física.

"No dia em que você descobrir a motivação dentro de você, vai emagrecer. O ponto central é esse. Qual a sua motivação? Ficar magro para o verão? Isso é muito fraco. O chocolate vai ser mais forte. Tem que achar o que chamamos de motivação intrínseca", concluiu o professor.

Tags da Pan

Comentários